segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Podas da prefeitura desafiam o bom senso















Percebam que
não existe fiação sobre o que restou do Oitizeiro acima
(Licania tomentosa). Então, qual seria a razão para a mutilação?

Os buracos na calçada são
os locais onde ficavam outras três árvores.








De copa frondosa,
esta árvore
(possivelmente
uma Cassia grandis)
dava ótima sombra,
além de uma bela
floração.

Ficou resumida
a alguns "gravetos"
final de semana.









[ CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIÁ-LAS ]



A prefeitura do Recife realizou no último final de semana, a remoção de três árvores na calçada de um prédio na rua Bispo Cardoso Ayres, no Bairro da Boa Vista*, região central
do Recife/PE.
A remoção teria sido motivada pelo fato das raízes das árvores estarem destruindo a calçada e dificultando (em alguns trechos impossibilitando mesmo) a passagem de pedestres.


Uma delas - um Sombreiro (Clitoria fairchildiana) - além de destruir a calçada, estaria condenado por ter o interior de seu tronco em estado de decomposição, o que podia ser constatado ao observar-se as toras amontoadas sobre a calçada após a sua remoção).
Um outro sombreiro foi derrubado, sem aparentar nenhum problema no seu cerne.


A outra, uma Castanhola (Terminalia Catappa), que não teria problemas de saúde, foi removida apenas para viabilizar a reconstrução da calçada, uma vez que as suas enormes raízes superficiais não poderiam ser cordadas, sob o risco de comprometer a sua sobrevivência/sustentação e/ou provocar um acidente, com risco de danos materiais ou humanos.


Conversei com a técnica que supervisionava o serviço no segundo dia (domingo).
Muito simpática, além de me dar as explicações que eu relatei acima, ela me contou que a idéia da prefeitura é de reconstruir a calçada e fazer o plantio de mudas em substituição as árvores que foram removidas.
Ela disse ainda, que deveriam plantar árvores de espécies que não possuam raízes que quebrem calçadas e de médio para grande porte, pois naquele lado da calçada não existe fiação elétrica.
Fiquei pensando que seria bom se fizessem o mesmo na calçada da Construtora ROMARCO, na rua José de Alencar, de onde arrancaram 3 (eu disse três) castanholas recentemente (clique aqui para saber mais).



Ver árvores sendo removidas, mesmo que o motivo seja preventivo ou para fazer reparos urbanos, é sempre triste (que o digam os taxistas que fazem ponto na Bispo Cardoso Ayres e os funcionários/as da empresa CONTAX que faziam seus lanches à sombra daquelas árvores).


Tão triste (ou mais) que ver as árvores serem removidas, é ver as que são podadas. Isso porque as "podas" que a prefeitura do Recife vem fazendo nos últimos anos (através da empresa terceirizada ENGEMAIA), desafia a compreensão de qualquer cidadão comum e até mesmo de especialistas, como engenheiros florestais e agrônomos, com os quais eu já tive a oportunidade de conversar e ouvir seus relatos de indignação. Isso porque a prefeitura e a ENGEMAIA deixam muitas árvores completamente "peladas" com um mínimo de galhos e quase nenhuma folhagem. A impressão que se tem é a de que tiraram a vida da árvore mesmo deixando seu tronco de pé.
Posso estar enganado, mas para um leigo como eu, a impressão que fica em alguns casos é que o serviço foi feito por pessoas não qualificadas.



Essa poda "radical", aconteceu com as únicas árvores (do mesmo trecho da rua) que foram poupadas por não apresentar riscos à calçada: Um antigo Oitizeiro (Licania tomentosa), que no meu entender foi "criminosamente podado" e uma outra árvore (que eu acho se tratar de uma Cassia grandis - ver foto) que nem na calçada ficava, e sim no jardim de um prédio residencial que fica em frente a empresa CONTAX.


Infelizmente estou sem câmera para registrar o ocorrido, mas quem quiser conferir o que eu estou falando e constatar a brutalidade das podas, é só passar pela rua Bispo Cardoso Ayres, a rua da faculdade ESUDA e da empresa
CONTAX (antigo Bompreço da Boa Vista).
As árvores, ou que que sobrou delas, estão na frente do estacionamento da referida empresa de telemarketing, do outro lado da rua.


Quem quiser ter uma idéia de como são feitas as podas da prefeitura do Recife clique aqui. A máquina trituradora que se vê nas fotos também foi usada nas podas do último final de semana. As folhas trituradas são usadas para fazer "compostagem", ou seja, transformá-las em adubo orgânico. Talvez isso explique a quantidade excessiva de galhos que são removidos.



______________
* apesar da maioria das pessoas chamarem aquela área de Boa Vista, na verdade a rua faz parte de um bairro chamado Sloedade.



.

4 comentários:

Anônimo disse...

.
este pessoal da poda é mesmo especialista em raspar as folhas das árvores...
alexandre
.

KAPA disse...

Caramba !
Q horror !

Plante Árvores disse...

A prefeitura plantou 4 mudas de "Senna siamea" no lugar das árvores derrubadas na rua, conforme havia prometido a técnica. Em breve postarei as fotos aqui no blog.

Paula Fernandes disse...

Possivelmente a razão da poda, é falta do que fazer... provavelmente, para mostrar " serviço "...