segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Fiscalizar as árvores do Recife é um serviço muito lento...




















Modelo Georgina Stojlijtoric posa com um bicho preguiça
para o calendário Pirelli 2010. Achei apropriado para ilustrar
o texto abaixo.

Foto extraída do site do Estadão. Para ver, clique aqui.




Sexta-feira passada (23-10-2010)
soube por uma amiga, atravéz da rede social twitter,
que estavam derrubando umas árvores no terreno
de um hospital no bairro recifense de Casa Forte,
zona oeste da cidade.


Liguei para a Brigada Ambiental (3355 2112), que é uma
espécie de polícia ambiental da cidade (inclusive faz parte
da guarda municipal) para fazer a denúncia. Eles me disseram
que já havia uma queixa e que a ocorrência estava registrada,
porém, eles só poderiam ir até o local quando o seu pessoal
fosse liberado de uma visita a outra ocorrência. Ok.

Liguei pra lá hoje pela manhã para saber alguma notícia
(se as árvores tinham autorização ou não para serem
derrubadas, ou se tinham autuado os responsáveis, etc.).
Eis que fico sabendo que eles ainda não tinham ido até o local
e o pior: que teriam que ir até lá com um fiscal da Secretaria
de meio Ambiente, mas infelizmente isso não seria possível
hoje (25-10-2010), por ser feriado do Dia do Funcionário
Público.

Resumindo é isso:
Além de não terem ido ao local no próprio dia da denúncia, no
momento em que as árvores estavam sendo derrubadas, agora,
passados 3 dias do ocorrido, eles estão esperando um fiscal
da Secretaria do Meio Ambiente, que está curtindo o feriado do dia
do funcionário público. Ou seja, só devem ir lá, amanhã, terça-feira,
4 dias depois do cocorrido.

Pelo novo plano de arborização urbana da cidade do Recife, aprovado
e divulgado na imprensa pelo atual prefeito petista João da Costa,
agora, mesmo árvores localizadas em terreno particular, não podem
ser removidas, sequer podadas se não for por pessoal da própria
prefeitura. E as árvores em questão devem ser avaliadas por técnicos
que vão dar o parecer sobre que providência deverá ser tomada
com as mesmas. Mas está parecendo que é mais uma lei só pra
constar, pois é frequente ouvir reclamações da lentidão do serviço
até mesmo quando se solicitam simples podas para as árvores.
E o cidadão se vê de mãos atadas, pois nem a prefeitura envia pessoal
para fazer, nem a pessoa pode contratar alguém (mesmo com qualificação)
para podar as árvores, sob o risco de ser multado.

Mesmo com esse novo "plano" de arborização em vigor, é comum ver
episódios como esse do Hospital Memorial de Casa Forte acontecer.
Por coincidência, em outro bairro da cidade, na Ilha do Leite, outros
dois hospitais também derrubaram árvores em seus terrenos esse ano:
O hospital João XXIII e o Albert Sabin.

Não adianta criar leis e planos, para cuidar do meio ambiente
se não se investe na fiscalização.


.

3 comentários:

abmac disse...

penso que em um breve futuro veremos árvores em museus, do jeito que vai.

Plante Árvores disse...

Pois é, meu caro Braz... E hj uma amiga me escreveu por e-mail falando que o seu irmão abriu um supermercado aqui em Recife. Ele encontrou umas mudas de árvores no terreno e ligou pra Sec. do Meio Ambiente pra solicitar a mudança de localização das mesmas. Isso atrazou a obra em 1 mês e o coitado ainda teve prejuízo por causa do atrazo. Melhor se ele mesmo tivesse feito o transplantio :/

NEUSA disse...

MUTUÍPE NA BAHIA, A PREFEITURA ESTAR DERRUBANDO TODAS AS ÁRVORES, SEM REPOR UMA A NOSSA CIDADE ESTÁ JÁ UM ESQUELETO, ATÉ AS MARGENS DO RIO ESTÃO CORTANDO TUDO ATÉ AS ÁRVORES NATIVAS. POR FAVOR NÓS AJUDE É URGENTE. ABRAÇO NEUSA