quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Maus tratos é o que?
















Quantos shows religiosos e manifestações públicas diversas,
o sujeito acima terá
assistido ao longo de sua estadia no Parque 13 de Maio?
Será que ele e seus amiguinhos, aves e macacos, não se sentiriam melhor
em um lugar mais tranquilo, sem fumaça, gritaria, alto falantes ou guitarras?



Existem expressões que podem ter mais de um significado
ou interpretações.
Isso deve explicar o motivo de ainda vermos animais enjaulados
no Parque 13 de Maio, em pleno centro do Recife.

Animais como Macacos (duas jaulas com primatas), Araras,
Tucanos e outras aves, ficam expostos à poluição do ar e sonora,
causada diariamente pelo ruído típico de um movimentado
centro urbano (buzinas de veículos, barulho de motores,
alarmes de carros, sirenes, etc), além do ruído de altos
decibéis provocado por eventos que são realizados
naquele local,
especialmente shows religiosos.

Pois bem. "Maus tratos" deve ter várias interpretações,
dependendo de quem os está está praticando.
O IBAMA pode perfeitamente multar e prender uma senhora,
porque a mesma criava um papagaio em seu apartamento
(e o devia cuidar com muito carinho). No entanto,
não toma nenhuma providência com relação a estes ainimais
silvestres que são mantidos aprisionados naquele parque.

Tá certo, alguém pode me dizer: "mas os animais são alimentados
adequadamente e bem tratados pelos funcionários do parque..."
ou até dizer que eles podem ter (e devem ter) assistência veterinária,
até porque, se não, provavelmente morreriam.

Mas na minha interpretação de "maus tratos", eu incluo o fato
dos animais serem expostos a esse ambiente urbano, por demasiado
(des?) humano, que muitas vezes provoca estresse até em nós mesmos,
que somos responsáveis pela a sua existência, o que dizer dos
animais, que não escolheram aquele ambiente para viver?

Na minha opinião, o parque é tão "impróprio" para a vida daqueles
animais, quanto o apartamento de muitas pessoas que compram
ilegalmente animais silvestres no mercado da Madalena, por exemplo.
A diferença é que no parque, os animais parecem ter autorização
do IBAMA
para viver cercados pela fuligem da poluição e vez por outra
terem sua audição "acariciada" pelo som de guitarras, baterias,
cantorias diversas e outros sons devidamente amplificados.

Isso é vida para animais silvestres?








Esses a,í ao menos
"esticam as canelas".













Pequena vista do parque,
que é a maior área verde
do centro da cidade.










.

4 comentários:

Ecodea disse...

Coincidentemente, eu estava falando sobre isso com uma amiga ontem, que estuda bioética. Uns anos atras, la na ASPAN, tentamos (mais de uma vez) fazer com que os animais fossem retirados do Parque, sem sucesso. O máximo que conseguimos foram umas reformas nas gaiolas. Ninguém merece...

Plante Árvores disse...

Andréa, o que vcs da ASPAN fizeram? Eu tava pensando em fzr um abaixo assinado e enviá-lo para prefeitura... Será que ñ caberia uma denúncia no Ministério Público?

Plante Árvores disse...

Ontem, dia das crianças, rolou mais um show no referido parque. Dava pra ouvir no prédio em frente a faculdade ESUDA. Comoeçoa à tarde e só terminou à noite. E os bichos lá... Coitados.

Anônimo disse...

Sempre achei deprimente esse minizoo do Parque 13 de Maio. Se quisessem deixassem apenas os patos, e olhe lá, se eles são alimentados direito. Por mim, eles íam pro Zoo ou pra vida.